Portal da Cidade Igrejinha

ECONOMIA

Mobilização do Sebrae RS resulta em 37 mil atendimentos em menos de 15 dias

Mesmo a distância, inúmeras ações garantem orientação a milhares de empreendedores.

Postado em 01/04/2020 às 17:20 |

O Sebrae RS segue atuando de forma remota até 15 de abril (Foto: Banco de Imagens / Sebrae RS)

Motivação, criatividade, conexão e solidariedade têm movido o Sebrae RS para fortalecer o apoio aos empreendedores desde a eclosão do Coronavírus no Brasil, que obrigou os governos, na suas três esferas de competência, a adorarem medidas de isolamento social. Com agilidade, foram adotadas diversas medidas para permanecer próximo do pequeno negócio, mesmo a distância. A principal iniciativa foi migrar o atendimento presencial para os canais remotos, a fim de continuar orientando os empreendedores. Como resultado, desde o dia 19 de março e até o final do mês foram realizados 37.256 atendimentos envolvendo ligações, contatos via chat e pelo portal, por meio de página criada especialmente para tratar de temas envolvendo o Coronavírus. Deste total, mais de 25 mil foram com orientações técnicas repassadas pelos cerca de 120 analistas técnicos à disposição dos empresários em todo o Estado.

O sistema Sebrae está mobilizado para enfrentar o Coronavírus, orientando seus colaboradores e sua extensa rede de atendimento sobre como prevenir os efeitos da propagação do vírus. “Nosso objetivo é contribuir para o enfrentamento desta questão, possibilitando a retomada da agenda de desenvolvimento do nosso Estado e do nosso País, tão logo o problema seja equacionado”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae RS, André Vanoni de Godoy.

A página www.sebraers.com.br/coronavirus, criada especialmente para levar conteúdo online gratuito focado nos principais aspectos gerenciais e em temas que o cliente precisa estar atento para superar esse momento, teve mais de 18 mil acessos. Já foram realizadas dez palestras online abrangendo temas como os cuidados de higienização em bares e restaurantes, impactos trabalhistas da crise, fluxo de caixa e dicas para a reinvenção dos negócios usando os canais digitais.

Também são produzidos artigos e e-books para esclarecer os empresários dos diferentes segmentos – indústria, comércio/serviços e agronegócio sobre como agir neste período. Orientar e estimular o conhecimento, colaborando para a tomada de decisões mais assertivas diante de um cenário inusitado, tem sido o objetivo do Sebrae RS com essas ações. Como são muitas as medidas na esfera governamental, as equipes igualmente têm se empenhado para rapidamente detalhar as decisões e mostrar o impacto nos pequenos negócios.

Mais fôlego para as MPEs

A partir do mês de abril, o Sebrae RS está concedendo carência de 90 dias para os seus clientes, micro e pequenas empresas. Assim, os pagamentos agendados e/ou programados para o período serão postergados, ajudando a dar mais fôlego para que os pequenos negócios consigam suportar os efeitos diretos da crise provocada pelo Coronavírus.

Para Godoy, a medida é coerente com o trabalho que a organização vem fazendo junto aos órgãos de Estado e instituições financeiras para que criem mecanismos que permitam aos pequenos negócios sobreviverem à crise. “O maior problema dos empreendedores, nesse momento, é de fluxo de caixa. A proibição de funcionamento de muitos estabelecimentos, de diversos setores da nossa economia, aliado ao isolamento social indiscriminado, que diminui o fluxo de pessoas nas ruas, gerou uma queda abrupta do faturamento das empresas, dificultando, quando não impedindo, o pagamento dos seus compromissos, inclusive o salário de seus empregados”, analisa Godoy.

Atividades e atendimento presencial suspensos até 15 de abril

O Sebrae RS prorrogou a suspensão de todos os eventos coletivos (reuniões, cursos, treinamentos, seminários, entre outros), sejam internos ou externos, até o dia 15 de abril, em todo o Rio Grande do Sul. Os serviços da organização podem ser acessados por meio do 0800.570.0800 e no portal (via chat), das 10h às 16h.

Fonte:

Deixe seu comentário